Na escola do Espírito Santo | Boletim do Patrocinador | Certeza da Vitória

Atitudes que agradam a Deus

Igreja da Graça alcança a Romênia
8 de setembro de 2021
Foto: Rodrigo Di Castro

ATITUDES QUE AGRADAM A DEUS

Neste mês, resumidamente, estudaremos o capítulo 2 da segunda carta de Paulo aos irmãos de Tessalônica. Nela, veremos importantes atitudes a serem mantidas para agradar ao nosso Deus e, principalmente, advertências sobre os fatos decorrentes da vinda do homem do pecado, bem como o porquê de sermos eleitos para a salvação e as benesses que alcançamos crendo em Jesus.

MANTENHA FIRME A SUA FÉ – Nada é mais importante do que o dever de nos mantermos firmes na fé, pois, tendo sido imprescindível para a graça de Deus nos salvar, ela é importante para recebermos as bênçãos adquiridas por Cristo em Sua morte: Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e pela nossa reunião com ele, que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o Dia de Cristo estivesse já perto (2 Ts 2.1,2).

NÃO SEJA ENGANADO – O pecado de Adão nos vendeu ao diabo, deixando em cada pessoa a arte de enganar o próximo. Mediante a salvação, tornamo-nos novas criaturas, mas precisamos estar atentos para não sermos enganados em relação aos eventos futuros, informados pelas Escrituras: Ninguém, de maneira alguma, vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus (v. 3,4).

O CONTROLE DIVINO – Nunca se esqueça de que o Senhor é o único Deus e tem tudo sob controle. Por isso, ninguém deve se alarmar com as coisas que ocorrerão no mundo antes do Dia final, quando os elementos, ardendo, se fundirão (2 Pe 3.12). Absolutamente nada há de acontecer aos filhos do Altíssimo, se não for da vontade dEle: Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco? E, agora, vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado (v. 5,6).

MISTÉRIO DA INJUSTIÇA E SEU FIM – Haverá um período em que o mundo estará sob o governo do diabo, chamado de mistério da injustiça, mas, enquanto esse tempo não chega, devemos viver com temor e tremor, sabendo que o nosso Pai nos tem prometido guardar quem é dEle. Quanto ao filho das trevas, ele não aguentará o assopro do nosso Deus: Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que, agora, resiste até que do meio seja tirado; e, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda (v. 7,8).

A EFICÁCIA DE SATANÁS – Pelo que veremos a seguir, o tempo do mistério da injustiça se dará após o arrebatamento da Igreja. Aqueles que ficarem aqui, na Terra, sofrerão sob as provações e obras malignas, porque se recusaram a receber o amor da verdade para se salvarem. Será um período no qual o inimigo comandará os quatro cantos do planeta; no entanto, a vitória final será do Senhor Jesus: A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais, e prodígios de mentira, e com todo engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem (v. 9,10).

A OPERAÇÃO DO ERRO – Ai daqueles que não subirem no arrebatamento! A operação do erro será enviada para que saibam o quanto perderam por acreditar no pai da mentira e de tudo o que é ruim. Quando isso estiver acontecendo, as pessoas tentarão encontrar alguém capaz de lhes falar do amor do Senhor, mas será tarde demais. Mesmo diante de provas infalíveis e robustas, mostrando que Deus só fala a verdade, elas preferem crer no engano: E, por isso, Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira (v. 11).

PRAZER NA INIQUIDADE – Os acontecimentos dos nossos dias são como um treinamento para quem resiste a crer na Verdade. Gente agindo assim deve saber de antemão que está tomando uma decisão má, a qual nunca poderá ser mudada, caso não se arrependa. Ora, muitos se entregam ao pecado, desde que este lhes traga um pouco mais de prazer e dinheiro. Porém, a consequência na eternidade será o sofrimento permanente: Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade; antes, tiveram prazer na iniquidade (v. 12). Misericórdia, Senhor Deus! Como está louca esta geração! Salva-nos do lago de fogo e enxofre que arderá pelos séculos dos séculos!

ELEITOS PARA SALVAÇÃO – Aqueles que de bom grado ouvem a Palavra de Deus e recebem Jesus como Salvador e Senhor devem dar graças a Deus por tê-los livrado da malignidade que operará em todo o mundo. Será triste para quem ficar aqui! Hoje, quando muitos tomam conhecimento da obra realizada na cruz em favor deles, deixam de crer na Verdade e passam a viver no mais baixo nível: na incredulidade. Ora, ninguém se engane com falsas palavras, e sim dê ouvidos às advertências escritas na Palavra. Os salvos escaparão dessas monstruosidades: Mas devemos sempre dar graças a Deus, por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito e fé da verdade (v. 13).

O QUE ALCANÇAREMOS – Nem dá para acreditar que chegaremos a uma altíssima posição diante do Pai. Que privilégio! Apesar de termos vivido sob o comando do inimigo, experimentando todo o tipo de erros e fraquezas, fomos preparados pelo Senhor para alcançar a glória eterna do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e viver com Ele para todo o sempre: Para o que, pelo nosso evangelho, vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo (v. 14). Por que se recusar a nascer de novo? Seja recriado na pessoa do Filho de Deus. Ainda há tempo! Aceite-O agora como seu Salvador e Senhor e mude o seu destino, que será de glória, e não de sofrimento eterno. Amém!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares


4 Comments

  1. Sandra Santos de Mesquita disse:

    Muito obrigado meu Deus pela essa página maravilhosa obrigado obrigado bota em oração Sandra Santos e Mesquita e família e Francineide e Filhos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *