Milagre | Boletim Certeza da Vitória

Da morte para a vida

Igreja da Graça alcança a Romênia
8 de setembro de 2021
Marques com o filho, o pequeno Kaleb: “Estar vivo é uma bênção” – Foto: Arquivo pessoal

DA MORTE PARA A VIDA

O eletricista conta como escapou de gravíssimo acidente


Carlos Fernandes


Marques Santos de Santana pode dizer que nasceu de novo duas vezes – uma, quando teve um encontro com Jesus, há cerca de cinco anos; e outra, em maio deste ano, ao contrariar as expectativas médicas e recuperar-se de um gravíssimo acidente sofrido cerca de três meses antes. Aos 23 anos de idade, casado e pai de um menino, ele agradece ao Senhor pela segunda oportunidade de viver. “Fiquei ‘apagado’ por vários dias, depois do acidente”, relata. Agora, o rapaz está fazendo fisioterapia e revisões das cirurgias. “Graças a Deus, estou bem”, diz, aliviado.

Momentos difíceis durante a internação: “A oração da Igreja foi fundamental” – Foto: Arquivo pessoal

Eletricista industrial, Marques estava voltando do trabalho em um município vizinho a Alagoinhas (BA), onde mora. Como sempre fez, usava uma motocicleta. Contudo, daquela vez, ele não chegaria ao destino. Um carro surgiu na contramão e o atingiu em cheio. “Fiquei preso pela mochila ao pneu traseiro do veículo”. Marques foi dado como morto. “Quando acordei, já estava sendo transferido de hospital.”

O resultado do terrível impacto foram perfurações nos pulmões, com bastante perda de sangue, fratura no maxilar e outros ferimentos, inclusive uma clavícula deslocada. Iniciou-se um longo e penoso processo de recuperação, e ele esmoreceu na fé: “Eu nem conseguia comer direito. A gente entra em desespero”. Porém, como aconteceu durante a prisão do apóstolo Pedro, havia oração incessante da Igreja em favor de Marques.

Ainda se submetendo à fisioterapia, Marques já retomou suas atividades profissionais – Foto: Arquivo pessoal

Hoje, ao olhar para trás, ele considera a importância dessa intercessão. Aos poucos, foi retomando sua vida normal, que inclui a frequência assídua aos cultos de domingo. “Durante a semana, fica difícil por causa do trabalho”, observa o rapaz, que chegou a integrar o grupo de louvor da IIGD em Alagoinhas. Ele é grato por tudo. Afinal, para quem quase teve a vida ceifada pela imprudência alheia, estar vivo, trabalhar e brincar com o pequeno Kaleb, seu filho de um ano, são bênçãos sem tamanho.


2 Comments

  1. Gloria a Deus meu menino vivo ..Deus e Deus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *